Dedico este blog a todas as minhas amigas, ás antigas, ás recentes, quase todas elas mamãs, mas sem nunca esquecer as que ainda não o são, mas que fazem do meu rebento, o rebento delas. A todas vocês, amigas da káty, bem-vindas a este espaço criado por mim para vos oferecer a todas o que de melhor eu tenho para vos dar: a minha sincera amizade...
Obrigada por existirem na minha vida...

9 de maio de 2009

Dia da Mãe!


Já passou, eu sei, vai fazer amanhã já uma semana. Mas nada obriga a se falar de mães só no dia delas, pois não? Até porque para mim, todas as mães deveriam receber uma prenda todos os dias, nem que fosse apenas um sorriso.


Foi um dia não particularmente feliz, o facto de receber a notícia de que o filho de uma amiga estava hospitalizado acabou por interferir com o meu bem-estar e satisfação desse dia.


Estive sim na presença do meu filho, estive sim na presença da minha mãe, mas não dei mais importância a esse detalhe, do que dou em todos os outros dias em que estou na presença deles.


A minha mãe é a minha melhor amiga, e melhor é aquela que tenho a certeza absoluta dizer-me o que pensa no integral, nem que isso me faça entristecer. Por vezes na nossa vida é importante que não nos façam festinhas na cabeça, mas sim que nos dêem uns abanões para reagirmos, para despertarmos para a vida. A minha mãe faz-me isso, é a primeira a criticar-me desde o momento que verifique que não estou a caminhar num sentido correcto. Não me diz que sou perfeita, critica-me os meus defeitos, e sei que o que ela pretende nunca é desmoralizar-me, mas sim ajudar-me a melhorar cada vez mais a pessoa que sou.


De dia para dia, cada vez mais admiro a minha mãe, e agradeço-lhe do fundo do coração a pessoa que sou, e essencialmente a pessoa que serei, porque estamos sempre a tempo de mudarmos e sermos pessoas mais bonitas por dentro e por fora.


Espero um dia mais tarde, o meu filho poder dizer o mesmo que digo da minha mãe, espero ser tão importante na vida dele, como a minha mãe é na minha.

Falar de sentimentos...


Tenho andado ausente nas minhas escritas, não sei se por falta de inspiração, por falta de tempo, ou simplesmente por falta de ter algo significante para escrever.


As aventuras do Rodrigo vou-vos contando por telefone, por computador, ou pessoalmente. As minhas aventuras, conhecendo-me como vocês conhecem, sabem que não faz parte do meu ritual de vida. A serenidade na minha vida ocupa o espaço que eu idealizei para o meu futuro, é assim que me sinto bem, e será assim que para sempre gostarei de viver.


Assim sendo, pouco mais me resta do que falar dos meus sentimentos. Sentimentos estes, que estão presentes dia e noite por todas as pessoas, que de um modo ou de outro fazem parte da minha existência. Seja familia, seja amigo, seja colega.


Sou por natureza comunicativa, gosto de conviver, gosto de falar, gosto de pessoas. Gosto de dar, gosto de saber que ajudo, de saber que as pessoas sabem que gosto delas, que fazem parte dos meus pensamentos, das minhas preocupações. E é por esse mesmo motivo que não me importo de repetir as vezes que for preciso que a vossa amizade constitui um grande marco na minha vida.


Gosto de sentir a vossa presença quando necessito, mas também não me perdoo a mim mesma se vocês precisavam e eu faltei, por isso, vos peço, se eu andar distraida mandem-me um sinal. Se eu nos vos perceber, repitam-no.


A minha dor, e angústia não é apenas originada quando se trata dos meus problemas, sofro com os vossas angústias, peço ajuda divina por vocês se achar de que o necessitam. Não são frases estereotípicas, que aqui comento, longe de mim querer aparentar ser nobre de sentimentos quando na verdade me afasto desse ideal. São frases verdadeiras, acreditem ou não, gosto muito de vocês, e cada uma tem um peso especial na minha vida.



Amizade...


O nascimento do meu filho fez de mim uma pessoa melhor...transformando a minha personalidade num recanto de bons sentimentos.

Ao oferecer-me uma alegria nunca antes por mim vivida, passei a pensar mais nele do que em mim, passei a dar menos importância a coisas menores, e dando mais sentido a pequenos detalhes, mas que contam muito mais... como o valor da amizade...

A magia da maternidade ofereceu-me esta vontade incrivel de solidificar as antigas amizades, assim como criar novas ...

É por isso, este blog dedicado a todas as minhas amigas, ás antigas, ás recentes, quase todas elas mamãs, mas sem nunca esquecer as que ainda não o são, mas que fazem do meu rebento, o rebento delas.

A todas vocês, amigas da káty, bem-vindas a este espaço criado por mim para vos oferecer a todas o que de melhor eu tenho para vos dar: a minha sincera amizade