Dedico este blog a todas as minhas amigas, ás antigas, ás recentes, quase todas elas mamãs, mas sem nunca esquecer as que ainda não o são, mas que fazem do meu rebento, o rebento delas. A todas vocês, amigas da káty, bem-vindas a este espaço criado por mim para vos oferecer a todas o que de melhor eu tenho para vos dar: a minha sincera amizade...
Obrigada por existirem na minha vida...

14 de abril de 2009

Hoje foi dia de vacinas!


O Rodrigo fez hoje 15 meses, e como tal teve que ir levas as duas picas.
Chegou ao gabinete da enfermeira muito descontraído, a olhar para tudo, a mirá-la com o seu ar de gozãozito.
Mas quando o comecei a despir, ele lá percebeu que o motivo não deveria ser muito agradável, começou a dar-me palmadas, como quem diz "deixa-me estar, que estou muito bem assim vestidinho".
Sentei-o ao meu colo, agarrei-o com força enquanto o besuntava com tanta beijoca.
Na primeira injecção, chorou e tentou soltar-se das garras ferozes da enfermeira, que coitada tentava a todo o custo manter o seu braço o mais imóvel possivel.
Mas a segunda foi mais intensa para ele e para mim, porque em vez de se tentar soltar, virou a sua cabecinha para mim, procurou o meu olhar enquanto os seus olhinhos me perguntavam silenciosamente porque estava eu a fazer-lhe aquilo.
Tentei manter uma postura serena para lhe transmitir segurança, mas as minhas lágrimas estavam teimosas em quererem também aparecer.
E quando fianlmente o tormento de ambos acabou, disse-lhe baixinho ao ouvido com a minha voz a tremer "Pronto meu bébécas já passou, desculpa a mamã mas é para o teu bem". A enfermeira olhava para ambos com um sorriso nos lábios.
Agora está bem-disposto, e eu também!

10 de abril de 2009

Boa Páscoa!




Para todas vocês, amiguinhas do meu coração uma Santa Páscoa, com tudo de bom. São os votos sinceros desta amiga que vos adora a todas.




Beijocas muito docinhas




O amigo




Amigo é aquele que o tempo não apaga,

a distância não separa e a maldade não destroi,


amigo é um ser diferente é aquele que está sempre presente

quando a solidão nos doí.


O verdadeiro amigo não é aquele que nos alegra com mentiras,

mas sim aquele que nos ofende com as verdades.


Ser amigo não é coisa de um dia,

são actos, palavras e atitudes que se solidificam no tempo e não se apagam mais.


A amizade são verdadeiros carinhos que a chuva não apaga,

o vento não leva,

o fogo não queima,

a terra não contéme

o tempo nao esquece.


Sei que posso contar com você nos momentos dificeis,

sei que com você posso partilhar minhas alegrias

e sei que a nossa amizade se sustenta com carinho mútuo

2 de abril de 2009

Ganhar dineiro em casa...



Muito se fala em métodos para ganhar um dinheirinho extra em casa, e eu descobri uma solução...








Iniciei esta aventura com a minha querida titi Paula, que me colocou com sua referida no Publipt, e conversa puxa conversa, acabei por me alistar em outras empresas do mesmo género.


Passo a explicar, são empresas que a missão delas é divulgarem, publicitarem, e pagam-nos para nós as ajudarmos nesta mesma tarefa. Quando nos tornamos associados, começamos a receber mail's em que a nossa única função, é visualizar as publicidades durante 30 seg, no máximo 60 seg. e é desta forma, é nos creditada numa conta uns euros, ou uns pontos. Para além disso, podemos navegar nos próprios sites deles e clicar nos anúncios que eles todos os dias disponibilizam.

Cada empresa tem o seu método, e existem umas que pagam mais por cada visualização de cada anúncio. Existem também algumas que pagam por cheque, outras só por transferência bancária.

Para quem está interessado, recomendo que se registe primeiro nas empresas portuguesas, pois sempre é mais fácil perceber o método de funcionamento.

Quando já somos associados, podemos angariar os nossos associados (é isto que estou a fazer neste momento com vocês), e gánhamos também com as visualizações de anuncios que estes fizerem.

Passo então a enumerar-vos as empresas:


Empresas portuguesas:




Empresas estrangeiras:

Depacco - http://depacco.com/pages/index.php?refid=katy12


Confortable - http://comfortableincome.net/pages/index.php?refid=katy12


EuroTradeMails - http://eurotrademails.com/pages/index.php?refid=katy12


Link2Commu - http://link2communion.com/pages/index.php?refid=katy12


Vibrantvitalities - http://vibrantvitalities.com/pages/index.php?refid=katy12


Comeongain - http://comeongain.com/pages/index.php?refid=katy12


Bravevolitation - http://bravevolitation.com/pages/index.php?refid=katy12


Fellowequality - http://fellowequality.com/pages/index.php?refid=katy12


Hellishdollars - http://hellishdollars.com/pages/index.php?refid=katy12




1 de abril de 2009

Hoje tive um pesadelo...


Mas mesmo pesadelo, daqueles que sabe tão bem acordar e constatar que não passou de um valente susto...


Sonhei que estava muito doente, deitada numa cama cheia de dores, e depois apareceu o pediatra do Rodrigo a dizer-me que propavelmente eu tinha um câncro e que o tinha transmitido ao meu filho.


Se a minha angústia já era grande de me sentir doente, então triplicou quando me deram a possibilidade de o meu filho passar pelo mesmo. Acordei sufocada com tanta dor.


Acho que nos sonhos revelamos os nossos medos, as nossas ansiedades, e se já tinha pavor ao sofrimento provocado por uma doença, desde que fui mãe, então esse mesmo medo, intensificou-se em duas vertentes. Uma, o medo de me acontecer algo a mim e deixar o meu filho sem mãe, o outra bem pior, o terror da possibilidade de algo de mal lhe acontecer a ele.


Bem, mas o que é certo, é que quando finalmente acordei daquele terrivel pesadelo, encontrei o meu bébecas ali a dormir do meu lado, abracei-o com força enquanto lhe dizia ao ouvido baixinho "Amo-te tanto Rodriguinho, e se tiver que te acontecer alguma coisa, proponho uma troca a Deus sem hesitar, prefiro ficar sem ti, partindo eu".


Falo muitas vezes interiormente com Deus sobre este mesmo assunto, é incrivel esta sensação de protecção para com os nossos rebentos, acho que quando as mães dizem que davam a vida pelos filhos, não é uma frase feita sem sentido, muito pelo contrário, é a maior certeza no coração de qualquer mãe.

O Rodrigo está pestinha...


Olá minhas lindas,


Pois é, o Rodrigo anda mesmo um pestinha, parece mesmo querer medir forças comigo e com o pai.


Na altura em que estamos a passar pelas terriveis birras não achamos muita graça, até porque quando é em público chegamos mesmo a ficar envergonhados.


Mas vendo bem coisas acho que faz parte do processo natural da auto-definição da sua personalidade, e temos que lhe dar um desconto, desconto esse, que não é sinónimo de o deixarmos fazer o que ele quer. Temos mesmo que ser firmes no NÃO, principalmente quando implica a própria segurança dele.


Agora conto-vos duas situações do meu pestinha, feitas ontem:


Fomos ao super-mercado, e ele já quer andar a saraquitar sozinho pelas prateleiras, dirigiu-se ás bicicletas e toca a puxar uma delas, claro está, que fui lá buscá-lo e disse "Filho, isto ñ é nosso", desatou a chorar, a atirar-se para o chão a espernear. As pessoas a olhar, e eu super envergonhada. Agarrei-o ao colo tentei falar calmamente com ele, mas sem efeito, continuou a gritar a apontar para a bicicleta... O pai a fingir que nem nos conhecia e depois com toda a calma dele, comenta para o filho: "Rodrigo eu e a tua mãe somos tão discretos, e tu filho, tinhas que sair um descarado"- resumindo desatamos os dois a rir ás gargalhadas, e então aí, o nosso pequeno começou a acalmar e a rir-se também.


Outra que aconteceu ontem, não connosco, mas com a minha mãe, à tarde foi passear com ele ao parque, o meu pestinha vê um muido mais velho que ele a comer um pão, sentado num banco com a avó, calculam o q ele fez? Correu até ao miudo e tirou-lhe o pão, e começou a comê-lo. A minha mãe, coitada correu também, quando lá chegou estava o outro, coitado, de beicinho e o meu Rodrigo com ar de provocador a comer-lhe o pão. A minha mãe envorganhada pediu desculpa e voltou a dar o pão ao miudo.


Agora digam-me lá de vossa justiça. Temos pestinha ou não?

Amizade...


O nascimento do meu filho fez de mim uma pessoa melhor...transformando a minha personalidade num recanto de bons sentimentos.

Ao oferecer-me uma alegria nunca antes por mim vivida, passei a pensar mais nele do que em mim, passei a dar menos importância a coisas menores, e dando mais sentido a pequenos detalhes, mas que contam muito mais... como o valor da amizade...

A magia da maternidade ofereceu-me esta vontade incrivel de solidificar as antigas amizades, assim como criar novas ...

É por isso, este blog dedicado a todas as minhas amigas, ás antigas, ás recentes, quase todas elas mamãs, mas sem nunca esquecer as que ainda não o são, mas que fazem do meu rebento, o rebento delas.

A todas vocês, amigas da káty, bem-vindas a este espaço criado por mim para vos oferecer a todas o que de melhor eu tenho para vos dar: a minha sincera amizade